Ouro 18k. Sendo o ouro um dos metais mais valiosos do mundo, é natural que a aquisição de uma peça nesse material seja um processo realizado com muita cautela e atenção. Não basta procurar pelos preços mais baixos, da mesma forma como investir nas joias mais caras e no ouro mais puro nem sempre é garantia de qualidade e satisfação. 

O ouro 18K (também chamado de ouro 750) é o mais utilizado pela joalheria, pois apresenta a resistência e durabilidade ideais, sem comprometer o aspecto único e incomparável que só o ouro tem. Confira a seguir algumas dicas para identificar o ouro 18K e facilitar sua compra. 

Procure pela marcação na joia

A solução mais rápida e prática para essa questão é dar preferência a um joalheiro de confiança. Como nem sempre há tempo para obter a ajuda de um especialista no assunto, é preciso recorrer a outras formas para identificar o ouro 18K. 

O anel de dedinho mindinho feminino, também conhecido como pinky ring em inglês, é um acessório essencial para mulheres empoderadas com forte personalizade. oferecemos versões lisas e com pedras preciosas além de personalização com letras e inicial do seu nome. todas as peças são confeccionadas em ouro 18k.

O primeiro passo é procurar por alguma marcação que indique a quantidade de quilates da peça, ou seja, a proporção de ouro puro diante de outros metais nobres presentes na composição. É comum que as joias, principalmente anéis de ouro, apresentem uma marca sutil e pequena na sua parte interna. No caso do ouro 18K, o mais comum é a marca com o número “750”, referente à porcentagem de 75% de ouro puro na fabricação. 

Busque a certificação de ouro 18k

Ao adquirir uma joia, exija o seu certificado de autenticidade. Esse documento atesta a qualidade dos componentes que formam a peça, garantindo ao comprador que o material utilizado em sua composição é de fato precioso e está em conformidade com o anunciado. 

Busque a certificação da joia

A própria joalheria onde o produto é comprado deve fornecer esse documento. Mas é necessário atenção para não confundir o certificado da joia com a garantia, pois são documentos diferentes. A garantia também é muito importante, pois se trata de um termo de proteção que oferece cobertura e assistência, caso haja alguma avaria na peça. 

Já a certificação do ouro é o que assegura a autenticidade, a pureza do metal e sua procedência. Ao adquirir esse documento no ato da compra, você confirma a qualidade do item que comprou e atesta a confiança da joalheria onde ele foi adquirido. 

Atente-se ao preço do ouro

O ouro é uma commodity. Isso significa que se trata de uma matéria-prima cujo preço é determinado pela oferta e procura internacional, variando de acordo com a cotação nas bolsas de valores. Como resultado, o preço do ouro pode variar diariamente de acordo com as oscilações do mercado.

Da mesma forma, tem seu preço mínimo, o que pode servir como uma base para não se deixar enganar na hora de adquirir uma joia de ouro. 

Se deparar com um estabelecimento comercializando itens de ouro a um valor muito inferior do que ele realmente custa pode ser um motivo para ficar com a pulga atrás da orelha quanto à qualidade do que está sendo oferecido. 

É possível acompanhar a cotação diária de ouro através de sites como o Investing.com ou Melhor Câmbio. Atente aos valores cobrados e avalie bem o preço do produto para não correr o risco de investir seu dinheiro em uma peça de qualidade inferior à que você procura. 

Faça testes no ouro 18k

Há dois testes simples que podem ser realizados em casa para detectar se a sua joia é de ouro 18K. 

O teste do ácido nítrico é um deles. É oferecido também em joalherias, com o nome de teste do toque ou ácido de toque. Ele pode ajudar a dar mais segurança ao comprador na hora da compra. 

Faça testes na joia

Como o ouro 750 não reage ao ácido nítrico, basta raspar a peça em uma pedra e em seguida jogar um pouco de ácido nítrico por cima, com a peça posta em um recipiente de aço inoxidável.

Se não houver qualquer mudança na cor, significa que a joia é de fato ouro 18K, pois o ouro não oxida. Caso o ouro adquira uma aparência esverdeada, a joia é banhada a ouro. E se ficar leitoso e esbranquiçado, trata-se de prata folheada com outro. 

O outro teste é feito com vinagre, e pode ser realizado se você tem dúvidas a respeito de uma joia que tem em casa. Vale lembrar que ambos os estes podem danificar a peça caso ela não seja de ouro 18K. Portanto, se preferir não correr riscos de causar danos à peça, não faça esses testes. 

Para realizar o teste do vinagre, basta limpar bem a joia com a ajuda de uma flanela, e aplicar duas ou três gotas de vinagre sobre ela. Observe a cor da peça por um momento.

Assim como acontece no teste de ácido nítrico, se ela não mudar de cor, você pode ficar tranquilo(a), pois significa que a joia é de ouro. Mas também pode acontecer da peça mudar de cor, o que indica que ela provavelmente não é de ouro 750.

O que achou das nossas dicas? Que esse artigo possa te ajudar a fazer a melhor escolha na hora de comprar sua joia. Se tiver alguma dúvida que não foi solucionada neste artigo, entre em contato conosco através dos comentários deste post. 

Similar Posts