COMO SABER SE O ANEL É DE OURO?

Como saber se um anel é de ouro? Tem dúvida se sua joia é realmente verdadeira? Acompanhe esse artigo para saber um guia completo sobre como diferenciar sua joia de ouro das joias falsas. Continue lendo!

Mesmo que brilhe intensamente, seu anel de ouro pode não ser o que parece, por isso, verificar a veracidade do anel implica em alguns fatores

Antes de tudo, você precisa saber que a maioria das joias de ouro como anéis ou até brincos possuem outros metais em sua composição. Porém, a peça é considerada ouro seguindo uma certa porcentagem do metal nobre que deve ter em sua composição.

Vamos ensinar alguns passos para você fazer a verificação do seu anel e saber se ele é de ouro mesmo!

Composição do ouro

Para uma joia ser considerada ouro é preciso levar em conta os famosos quilates, cuja quantidade determina os tipos de ouro.

Por exemplo: a medida padrão do ouro é dividida em 24 quilates. Portanto, se o ouro for 24 k significa que as 24 partes são compostas de ouro e a peça tem um grau máximo de pureza. Os quilates significam as partes de ouro que contem na peça, ou seja, 18k significa 18 partes de ouro e 6 partes de outros metais.

Normalmente, na produção de joias é mais comum encontrarmos peças de 18k, que é considerado um número ideal de partes para uma peça de qualidade. Peças puras de 24k são muito maleáveis, e entortam facilmente. Por isso, não são frequentes entre as joalherias.

Peças de 10k ou menos já não são consideradas como joias de ouro, pois há muitas partes de outros metais na composição.

Mulher usando dois colares de ouro com sua imagem refletindo em um espelho.

Como saber se o anel é de ouro?

Vamos te apresentar seis formas de fazer essa verificação. Lembre-se de que essas dicas podem fornecer uma ideia geral da autenticidade do seu anel de ouro, mas a análise definitiva deve ser feita por um profissional.

1. Verifique as marcações de pureza do ouro

A primeira coisa que você deve fazer é procurar por marcações no interior do anel. Os anéis de ouro genuínos geralmente possuem marcações que indicam sua pureza. Essas marcações são representadas em quilates (K) e variam de 9K a 24K. Quanto maior o número, maior será a pureza do ouro. Por exemplo, um anel marcado com “750” indica que ele contém 75% de ouro puro, o que corresponde a 18 quilates.

Identificação de ouro 18k em anel.
mesmo quando a peça está usada é possível identificar a marcação

Achando essa sinalização você já saberá a quantidade de ouro que sua peça possui e se ela é considerada joia ou não. Talvez possa ser necessário contar com o auxílio de uma lupa, pois essa marcação pode ser bem pequena.

2. Faça o teste da imã

O ouro é um metal não magnético, então, se o seu anel for atraído por um ímã, provavelmente não é feito de ouro puro. Lembre-se de que alguns anéis podem conter outros metais que não são ouro, e é por isso que é importante fazer esse teste apenas como uma indicação inicial.

>>Leia mais: Ouro Amarelo, Branco ou Rosé? Qual o melhor para usar no trabalho?

3. Realize o teste do ácido

Esse teste deve ser feito com cautela, pois envolve o uso de ácido para verificar a reação do ouro. É recomendável que você procure um joalheiro ou ourives para fazer esse teste adequadamente. O ácido não afeta o ouro genuíno, mas pode causar danos ao metal se o anel for uma liga ou revestido.

Mulher usando um brinco de ouro com brilhantes. Há uma mão segurando uma lupa em frente ao brinco.

4. Analise o desgaste e a cor

O ouro genuíno tende a manter sua cor amarela característica ao longo do tempo. Se o anel estiver desgastado e ainda mostrar uma cor dourada, é mais provável que seja de ouro verdadeiro. No entanto, tenha em mente que a cor por si só não é uma confirmação definitiva, pois algumas ligas de metais também podem ter uma aparência semelhante.

Então, observe, caso essa atração seja pouco intensa, pode significar que seu anel é mesmo de ouro.

5. Meça a densidade

Nesse ponto será necessário fazer um pouco de conta, mas nada muito complicado. Esse teste é mais recomendado para alianças de ouro ou anéis de ouro sem pedras, pois com a gema a densidade da peça mudaria facilmente.

O primeiro passo para fazer essa conta é pesar o seu anel de ouro. Depois, pegue um copo com medidas de mililitros com água.

Assim, anote os mililitros de água antes e depois de colocar o objeto. Assim que você depositar o anel no copo, essa medida vai aumentar. Calcule a diferença entre a medida da água indicada no copo com e sem o anel dentro.

Agora começa a física… Para fazer esse cálculo você usará uma fórmula simples:

Densidade = Massa/Volume

Há algumas variações das densidades entre os níveis de pureza do ouro, confira:

  • 14K – entre 12.9 e 14.6 g/ml
  • 18K amarelo – entre 15.2 e 15.9 g/ml
  • 18K branco – entre 14.7 e 16.9 g/ml
  • 22K – entre 17,7 e 17,8 g/ml
  • 24K –  aproximadamente 19,3 g/ml

6. Consulte um especialista:

Se você ainda tiver dúvidas sobre a autenticidade do seu anel de ouro, o melhor a fazer é consultar um joalheiro ou um ourives qualificado. Esses profissionais têm experiência em identificar metais e podem fazer uma avaliação precisa do seu anel usando métodos especializados, garantindo uma resposta confiável.

Confira joias de ouro no site de Victoria Sayeg!

Não se esqueça de que essas dicas te darão uma ideia geral sobre como saber se o seu anel é de ouro, no entanto a melhor recomendação é levar a um profissional, visto que a autenticidade do ouro é essencial, especialmente se você planeja vender ou passar o anel para as próximas gerações. Portanto, investir tempo em uma avaliação adequada é fundamental para proteger seu patrimônio e garantir que você tenha uma joia genuína em suas mãos.

Agora que você já sabe como verificar suas joias, não deixe de conferir os anéis, brincos, colares, pulseiras e piercings de ouro 18k com certificado de garantia no site de Victoria Sayeg!

Continue acessando o nosso blog e redes sociais [Instagram e Facebook ] para acompanhar as tendências e novidades sobre o universo das joias.