Anéis em Ouro 18K

O ouro 10K, 18K e 24K são o que chamamos de ligas metálicas de ouro. A diferença está nas composições, em relação à quantidade de ouro e metais nobres utilizados para obter o resultado final. Podem ser usadas para diferentes finalidades e objetivos, e cada uma dessas opções têm suas vantagens e desvantagens. 

A seguir, descubra o que difere esses três tipos de ouro. 

O ouro puro e a medida de pureza

Para entender sobre a diferença entre o ouro 10K, 18K e 24K, primeiro precisamos falar sobre a medida utilizada para tratar da pureza do ouro. Quilate (K) é o termo utilizado para isso, uma medida padrão que é dividida em 24 partes.

O anel de dedinho mindinho feminino, também conhecido como pinky ring em inglês, é um acessório essencial para mulheres empoderadas com forte personalizade. oferecemos versões lisas e com pedras preciosas além de personalização com letras e inicial do seu nome. todas as peças são confeccionadas em ouro 18k.

O ouro 24K (24 quilates) é o ouro puro, também chamado de ouro fino ou ouro mil, e é composto por 24 partes de ouro, de um total de 24 partes, o equivalente a 99,9% de ouro. Nessa composição, o ouro é usado principalmente como reserva de capital, ou seja, no formato de lingotes e barras, usualmente armazenados em cofres e bancos. 

O Ouro puro é de 24K, no entanto ele não é adequado para confecção de joias, somente como reserva de capital financeira.

Victoria Sayeg

Como o ouro 24K é a composição do ouro puro, o raciocínio lógico seria de dar preferência para peças feitas com esse material, mas em termos de usabilidade, o ouro mil é inferior ao ouro 18K. 

O ouro puro e como é media sua pureza

Se tratando de um material muito frágil e maleável, o ouro puro na maior parte das vezes não é o mais considerado para a joalheria. Peças fabricadas em ouro 24K podem ser facilmente dobradas, amassadas e distorcidas, o que é algo que definitivamente preferimos evitar que aconteça, não é?!

Por isso é tão difícil encontrar joias com esse material, já que é muito macio e considerado não tão adequado para a sua confecção. 

A solução, então, é combinar o ouro com outros metais nobres para formar ligas metálicas, de forma a garantir maior durabilidade e brilho às joias. É o caso do ouro 18K, como veremos a seguir. 

O ouro 18K ou ouro 750

O ouro 18K (18 quilates) é o resultado da combinação de 18 partes de ouro e 6 partes de outros metais, como prata, cobre ou zinco, por exemplo. Também é conhecido como ouro 750, já que 75% de sua composição é ouro puro, sendo os 25% restantes formados pelas outras substâncias citadas.

A essa mistura, damos o nome de liga metálica, que apresenta maior durabilidade e resistência em relação ao ouro 24k. Além de garantir maior resistência à joia, são justamente esses 25% de outros metais que determinam também qual será a coloração do ouro: amarelo, branco ou rosé.

O ouro 750 é o mais recomendado e também o mais utilizado na alta joalheria, principalmente para a confecção de peças delicadas como alianças de ouro e anéis de noivado. 

A liga mais famosa da joalheria é o ouro amarelo 18K, e isso se deve ao fato de conseguir preservar ao máximo a cor original do ouro, aquele dourado reluzente e único, característico desse material. Essa é uma das principais vantagens ao obter uma joia feita em ouro 18K, já que é a composição mais fiel com relação às características originais do ouro.

É normalmente feita com 75% ouro mil, 12,5% de prata e 12,5% de cobre. Essa proporção pode variar de acordo com o modo de produção de cada joalheria e empresa. Peças fabricadas a partir de uma menor quantidade de ouro puro, como as de 14K ou 10K, por exemplo, geralmente apresentam uma coloração mais clara e opaca. 

Entenda os ouros 18k e 750

Outra grande vantagem do ouro 750 é o fato de apresentar menos riscos de alergias e irritações na pele. Seu alto teor de pureza contribui com esse fator, quando comparado a joias em ouro 14K ou 10K. Isso se deve ao fato da quantidade pequena de outros metais em sua formulação, fazendo com que o risco de desenvolver alguma irritação aos metais usados seja menor. 

Além disso, o ouro 18K apresenta maior durabilidade. Possui uma quantidade razoavelmente superior de ouro do que o ouro 14K ou 10K, o que torna as joias de 18K mais valiosas e com maior resistência, com capacidade para durar a vida toda.

Sendo o ouro um metal extremamente resistente à oxidação, quanto maior a porcentagem de ouro puro, mais garantia de conservação.  

Além do ouro 24K e do ouro 18K, é possível encontrar outras opções no mercado, para quem procura opções mais acessíveis. Confira no próximo item. 

O ouro 10K 

O ouro 10K é uma liga metálica de ouro que contém pelo menos 10 partes de ouro puro, ou seja, o equivalente a 41,7%. O restante de sua composição (cerca de 58,3%) é formado por outros metais, como prata, níquel ou zinco. Vamos ver algumas vantagens e desvantagens sobre as joias confeccionadas com ouro 10K. 

A quantidade de metais ligados é superior a do ouro puro, o que o torna menos precioso, mas mais resistente a riscos. Ainda assim, as peças podem quebrar com mais facilidade se comparado às peças de ouro 750. 

No Brasil, qualquer joia com teor abaixo de 14K não é considerada uma peça de ouro. Essa consideração varia de acordo com o que diz cada país. 

Aprenda sobre o ouro 10k

As joias fabricadas com ouro 10K são as mais indicadas para quem deseja usá-las no dia a dia, sem correr os riscos de ostentar uma peça de 18K. Joias de ouro 10K podem ter um valor até 40% menor se comparado às outras composições. No entanto, podem apresentar maiores riscos de alergias, devido a maior quantidade de metais envolvidos em sua composição. 

A coloração da peça também acaba apresentando grande diferença quando comparada a itens com níveis mais altos de quilates de ouro. Da mesma forma, pode acabar escurecendo se cuidados específicos não forem tomados, como evitar o contato com produtos químicos. 

Como escolher? 

Agora que você já conhece as vantagens e desvantagens envolvidas em cada uma das opções mencionadas neste artigo, será mais fácil escolher a melhor opção de joia para você.

Leve em consideração alguns critérios, como o orçamento disponível, qual será a finalidade da peça, e a durabilidade desejada. E se tiver restado alguma dúvida, entre em contato conosco através dos comentários deste post.

Similar Posts